quinta-feira , abril 9 2020
Página Inicial / Goiás / Caiado questiona Marconi quem pagou os casamentos das filhas e ex-governador o chama de Algoz

Caiado questiona Marconi quem pagou os casamentos das filhas e ex-governador o chama de Algoz

Atual governador diz que Perillo “assaltou o Estado durante duas décadas”. Marconi divulgou nota-resposta “desça do palanque e comece a trabalhar!”

Marconi e Caiado, às turras

Durante uma entrevista para uma rádio em Catalão nesta terça-feira (20), o governador Ronaldo Caiado (DEM) afirmou que a gestão do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) “assaltou o Estado durante duas décadas“. Caiado ainda disse que as filhas de Perillo já estudaram na Suíça, assim como as dele. “Vamos mostrar os cartões de crédito das minhas filhas e das suas, mostrar quem pagou as contas. Eu casei uma filha e você também. Vamos mostrar quem pagou. Mostra o cartão de crédito da sua mulher”.

Perillo encaminhou nota à imprensa com a resposta: “Quando um governador agride a família, isso evidencia a covardia do algoz. A insanidade e fixação inexplicável do atual governador por mim extrapolaram os limites do bom senso. Em respeito à esposa e filhas do atual governador, não tecerei nenhum comentário sobre a família dele“.

Caiado classificou o antecessor como “chefe de quadrilha” e disse que Marconi se refugiou em São Paulo “porque o povo tem conhecimento do que ele assaltou”. “O Garotinho perto dele é fichinha. Marconi está na mesma proporção do Sérgio Cabral, para mais”, disse ainda, comparando Marconi a ex-governadores do Rio de Janeiro, presos por corrupção.

Citando esquemas de corrupção, o governador falou sobre o mau uso do dinheiro público. “Onde se levanta o tapete, está lá a podridão. O Estado de Goiás deve mais de R$ 20 bilhões.”

Você achou que podia reinar, está enganado. Abra suas contas bancárias. Como você, que nunca teve uma profissão, que viveu de salário de político, pode ter construído um patrimônio de bilhões? Convoque a presidência dos contabilistas do Brasil, de auditores da Receita Federal, manda levantar meu dia a dia, meu talão de cheque. Você sabe que você é um frouxo, corrupto na essência, na genética. Você sabe que você destruiu o Estado de Goiás. Quem está com saudades de você aqui em Goiás é a Rotam, porque agora eles têm liberdade para prender bandido.

Resposta de Perillo

Em nota enviada à imprensa, o ex-governador Marconi Perillo disse que “diante da falta de argumentos em face do caos administrativo de Goiás pela notória incompetência do atual governador, ele, em completo desequilíbrio, parte para a agressão chula e medíocre”.

“Me defendi quando fui atacado por ele em uma missa, local que ele não teve a decência de respeitar. Agora o governador não só me agride, mas ataca minha família. Se necessário, vou à Justiça para defender a minha história” lê-se na nota. E o advogado do tucano, João Paulo Brzezinski, confirmou que serão protocoladas três ações cíveis. Duas com pedido de indenização e uma interpelação. Além disso, a expectativa é que sejam protocoladas uma ou três criminais. A defesa ainda decide se será apenas um processo pelos crimes de calúnia, injúria e difamação ou os três de modo separado.

Sobre a proposta de Caiado de abrir as contas de ambos, Perillo afirma que aceita o desafio. “Vamos mostrar à população quem está faltando com a verdade. Todas as minhas receitas e despesas estão em minhas declarações de Imposto de Renda, tive todos meus sigilos quebrados, tenho segurança dos meus atos”.

O ex-governador afirma que os ataques de Caiado são uma estratégia para desviar a atenção da população de sua incompetência, inércia e falta de compostura.

“É importante que o atual governador aponte as provas do que acusa. Se tem conhecimento de fato criminoso, tem a obrigação de denunciar. Como toda pessoa sóbria, ao contrário dele, eu confio na Justiça de Deus e dos homens, e vou até as últimas consequências para tirar a máscara do atual governador. Por fim, Caiado, desça do palanque e comece a trabalhar!”, conclui a nota.

Fonte: MAIS GOIÁS

Veja também

Ministro explica como será pago auxílio de R$ 600: “Não adianta ir a bancos e CRAS agora”

Projeto ainda precisa passar por sanção presidencial, emissão de decreto e implementação de sistema digital. …