quarta-feira , setembro 30 2020
Página Inicial / Polícia / Caso Robertinho: 3 PMs denunciados pelo MP por homicídio triplamente qualificado

Caso Robertinho: 3 PMs denunciados pelo MP por homicídio triplamente qualificado

O Ministério Público de Goiás denunciou os soldados da Polícia Militar Cláudio Henrique da Silva, Paulo Antônio de Souza Júnior e Rogério Rangel Araújo Silva pelos crimes de tentativa de homicídio, homicídio triplamente qualificado, abuso de autoridade e fraude processual, no caso que culminou com a morte do adolescente Roberto Campos da Silva (Robertinho), no dia 17 de abril deste ano, no Residencial Vale do Araguaia, em Goiânia.

Ao oferecer a denúncia, o MP considerou a ordem cronológica dos fatos – da entrada ilegal na residência da família, ocasião em que os três também iniciaram a execução de um dos crimes contra Roberto Lourenço e o filho até a consumação do homicídio que vitimou Robertinho.

Assim, os policiais foram denunciados primeiramente pelos crimes de tentativa de homicídio contra pai e filho, e também pela tentativa de homicídio triplamente qualificada contra Roberto Lourenço (pai) e pelo homicídio triplamente qualificado de Robertinho. Os PMs deverão responder ainda, conforme a denúncia, pelos crime de abuso de autoridade, por terem atentado contra a inviolabilidade de domicílio e a incolumidade física das vítimas e seus familiares, bem como de fraude processual, ao inovarem artificialmente o estado de lugar de coisa.

Além das condenações por todos esses crime, o MP requereu a perda do cargo público dos policiais e pagamento de indenização para reparação dos danos causados. O documento é assinado pelos promotores de Justiça Renata de Oliveira Marinho e Sousa, Maurício Gonçalves e Mário Henrique Cardoso Caixeta. (Assessoria de Comunicação do MP-GO)

Veja também

Polícia Civil apreende uma tonelada de doces fabricados em indústria clandestina de Anápolis

Foi encontrado inclusive vazamento de esgoto próximo à área de produção de alimentos. Os produtos …