sexta-feira , junho 22 2018
Página Inicial / Itapaci / Conseg Itapaci busca alternativas para instalação de câmeras de monitoramento

Conseg Itapaci busca alternativas para instalação de câmeras de monitoramento

A reunião ocorreu no último dia 31 no salão da Maçonaria. Fotos> JORNAL VALE NOTÍCIA

 

 POR FLÁVIO DUARTE EM 01/09/2017

A implantação de câmeras de videomonitoramento no município, projeto apresentado ainda no ano passado, através do Programa Comércio Seguro, desde então, vem enfrentando obstáculos devido ao alto custo do empreendimento, por isso estuda-se agora, a possibilidade de se promover alterações em seu projeto. O Plano de Videomonitoramento do município, prevê inicialmente, a instalação de 13 câmeras em pontos estratégicos, visando a redução da criminalidade, com orçamento previsto de R$ 405.000,00. Entretanto, a falta de parceiros dispostos à colaborar com esse projeto, impossibilita a sua implantação, conforme informou o presidente do Conseg Itapaci, Supercílio Barros.

Para discutir o assunto e encontrar formas e ideias, o Conseg, juntamente com a Promotoria Pública de Itapaci, convocaram uma reunião com membros da comunidade, que ocorreu ontem 31/08), no salão nobre da Loja Maçônica local, onde se falou sobre a prevenção da criminalidade e a possível instalação dessas câmeras de segurança, que irão contribuir efetivamente para a eliminação da criminalidade e à manutenção da paz e tranquilidade no município.

Estiveram presentes, além dos membros do Conseg, o promotor de Justiça de Itapaci, Dr. Francisco Borges Milanez (foto acima); representante da Brio Gold, Bruna Barbosa; representantes da Loja Maçônica, Geraldo Magela e Luiz Antônio; representante do prefeito Mário Salles, a advogada Patrícia Gomes; representantes dos evangélicos, pastores Main e Benedito; presidente da Associação dos Pastores de Itapaci; representante das polícias civil e militar; membros do Conselho Tutelar e alguns poucos comerciantes.

As agências bancárias de Itapaci, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Itaú e Bradesco não enviaram representantes, bem como a Acomita/CDL. A agência lotérica de Itapaci esteve representada pelo seu proprietário.

O promotor falou da necessidade de se implantar esses equipamentos, mesmo que em menor quantidade, e conclamou a comunidade a participar dessa luta em prol da segurança da cidade e de seus moradores. Pediu mais empenho das empresas e agências bancárias, para juntos, iniciarem a implantação desse projeto, que classificou ser de suma importância para a comunidade.

A advogada Patrícia Gomes, representando o prefeito Mário Salles, solicitou uma cópia do projeto para que o prefeito possa analisá-lo e buscar uma forma de contribuir com o projeto. Também a representante da Brio Gold, Bruna Barbosa (foto abaixo), disse que irá levar a solicitação de parceria até o gerente geral da empresa, se comprometendo a apresentar, num espaço de vinte dias, a possibilidade de participação da empresa.

O pastor Main, que é presidente da Associação dos Pastores de Itapaci, disse que a instituição também buscará uma forma de ser parceira do projeto. Também o representante da Loja Maçônica Liberdade e Justiça de Itapaci, disse que se torna necessário que o projeto seja expandido de forma mais ampla e que haja um maior chamamento à particpação da sociedade como um todo.

Após a explanação e a troca de ideias em relação à implantação do projeto, ficou definido que dentro de um mês, uma nova reunião será convocada, dessa vez, com maior participação da sociedade.

Advogada Patrícia (esquerda) representando o prefeito Mário Salles

Veja também

Itapaci – Alunos do Colégio Militar recebem condecoração por bom desempenho

  POR FLÁVIO DUARTE EM 09/06/2018 O Colégio da Polícia Militar Geralda Andrade Martins, da …