terça-feira , agosto 20 2019
Página Inicial / Goiás / Deputado Coronel Adailton propõe implantar escolas militares na rede municipal

Deputado Coronel Adailton propõe implantar escolas militares na rede municipal

Deputado Coronel Adailton propõe
implantar escolas militares na rede municipal


O deputado estadual acredita que os militares podem
evitar tragédias nas escolas em todo o País. Foto: ALEGO 

O deputado estadual Coronel Adailton (PP) propôs requerimento para implantar nas escolas municipais a mesma gestão dos colégios militares. O texto foi aprovado, por unanimidade, na Assembleia Legislativa (Alego), e segue para análise do Governo de Goiás. Se aprovado, os alunos do fundamental 1 e 2 terão o mesmo padrão de ensino das unidades da Polícia Militar.

O modelo de gestão ficaria a critério do chefe do executivo se quer implantar nas escolas dos municípios goianos. O requerimento determina que os militares da reserva poderão ser requisitados, por meio da lei 19.966/2018.

“Os colégios estaduais da policia militar tem o seu sucesso já garantido e consolidado. Tendo um resultado indiscutível, os alunos que saem do terceiro ano entram nas melhores universidades públicas do Brasil. É um exemplo de ensino que nós buscamos implantar nas escolas municipais para que elas possam também ter essa mesma qualidade de ensino,” disse o deputado.

O texto do requerimento especifica que esses policiais e bombeiros militares poderão trabalhar fardados dentro da escola. “Mais disciplina, mais cidadania, mais solidariedade e também o patriotismo e o amor à pátria que é muito importante a gente resgatar esses valores para nossas crianças. Além do aspecto muito importante, que é a segurança”, explicou coronel Adailton, que acredita que os militares podem evitar tragédias nas escolas em todo o País.

Um dos casos recentes, amplamente divulgado pelos jornais, foi do professor morto a tiros por um aluno em Valparaíso (GO), no dia 30 de abril. O garoto foi repreendido por mal comportamento, e logo após o fim da aula, buscou uma arma e cometeu o crime dentro da unidade escolar.

“Já que esses policiais e governos militares convocados poderão trabalhar fardados e equipados, eles podem evitar essas tragédias que tem ocorrido nas escolas do nosso país e está chegando muito próximo aqui de nós”, lamentou.

Para debater o tema com autoridades políticas e a população, coronel Adailton promove na próxima segunda-feira (13.Mai), às 13 horas, uma audiência pública onde estarão reunidos alguns dos prefeitos municipais do estado de Goiás através da Associação Goiana dos Municípios (AGM), da Federação Goiana dos Municípios (FGM), e da União dos Vereadores do Estado de Goiás (UVEGO).

Educação

Ainda na área da educação, o deputado estadual foi eleito nesta semana presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das universidades. Essa CPI tem como finalidade principal investigar as possíveis irregularidades na concessão de certificados e diplomas nas graduações, mas principalmente nas especializações, doutorados e mestrados.

Em entrevista ao portal A1Minuto, o coronel Adailton falou que a CPI trabalha em um relatório e ainda irá ouvir algumas entidades que provavelmente cometeram irregularidades. Depois de concluído, o objetivo é encaminhar ao Ministério da Educação (MEC) e também ao Ministério Público (MP) para que eles tomem as medidas cabíveis. O parlamentar também integra a Comissão de Educação, Cultura e Esporte da Alego como vice-presidente. Por Luana Cavalcante

Fonte: A 1 MINUTO

Veja também

Shows e rodeio atraem grande público no primeiro dia do Itapaci é Show 2019

Abertura Oficial da III Edição do Itapaci é Show 2019. Fotos e Vídeo; JORNAL VALE …