quinta-feira , setembro 24 2020
Página Inicial / Polícia / Detentos do Presídio Odenir Guimarães (Cepaigo) ordenam morte de advogado criminalista

Detentos do Presídio Odenir Guimarães (Cepaigo) ordenam morte de advogado criminalista

 Hélmiton Prateado em 03/07/2017 às 22h49

 

O advogado criminalista Emerson Vita está com sua vida em risco após a descoberta pela Polícia Civil de que bandidos presos no Presídio Odenir Guimarães (POG), o antigo Cepaigo, ordenaram a sua morte. Na última semana, um marginal chamado Vitinho foi preso com uma pistola Glock calibre 9 milímetros e uma foto do advogado em seu celular. Quando perguntado pelos policiais o motivo da foto, ele confessou que recebera a encomenda da morte de Emerson e a promessa de pagamento de 300 gramas de crack para a empreitada.

A descoberta foi feita pelo delegado Douglas Pedrosa, da Delegacia de Investigação de Homicídios, que imediatamente chamou o advogado Emerson até a DIH para comunicá-lo do risco que corria. O advogado conta que já estava atento a esse perigo desde a morte do Thiago César de Souza, o Thiago Topete, ocorrida durante uma rebelião no POG em 23 de fevereiro desse ano. “Eu fui assediado por vários meses por Thiago Topete para advogar para ele e sempre recusei. Mas, um dia, cedi a seus pedidos e fui ao POG para conversar com ele. Falamos por mais de uma hora no parlatório e quando ele voltava para a cela estourou a rebelião e ele foi morto. Seus amigos espalharam injustamente a versão de que eu teria alguma ligação com sua morte, mesmo sendo desmentido por todos”, relata.

A Polícia Civil prendeu, na quinta-feira da última semana, o bandido Matheus Martins Sampaio e descobriu que havia a combinação para matar Emerson. Ele contou aos policiais ainda que havia outro bandido solto encarregado da empreitada, Vitim, e que ele ainda está com um armamento poderoso para levar a cabo a ordem de assassinar Emerson.

A ordem para matar Emerson teria partido de dentro do POG, onde celulares e outros meios proibidos no sistema carcerário imperam livremente. Na Ala C do POG, o bandido conhecido como Bozo é um dos mandantes da morte de Emerson. A outra ordem teria partido de Bolinha, líder da Ala A da Casa de Prisão Provisória. Todos ligados a Thiago Topete. O azar de Emerson é que até hoje persiste a versão de que ele teria alguma ligação com a morte do traficante. Aliás, outro traficante poderoso que teve sua morte anunciada recentemente, Marcelo Zói Verde, tentou em vão livrar Emerson dessa acusação que ele também creditava como mentirosa. Emerson era advogado de Zói Verde e buscou ajuda para acabar com esse mal entendido.

Vitinho foi preso com uma pistola Glock calibre 9 milímetros e foto do advogado Emerson Vita em seu celular(Foto:Divulgação)

 

A Associação Brasileira de Advogados Criminalistas (Abracrim) tomou a defesa do advogado Emerson Vita e tratou de cobrar uma postura mais efetiva das autoridades para preservar a incolumidade física de Emerson. O presidente da seção Goiás da Abracrim, Alex Neder, acompanhou Emerson Vita à seccional da OAB-GO para pedir a participação da Comissão de Prerrogativas da Ordem para defender o advogado. A vice-presidente dessa comissão, Márcia Póvoa, garantiu que serão tomadas todas as medidas para afastar o risco de morte a Emerson e garantir que ele seja preservado.

O grupo foi ao Ministério Público também e o promotor de Justiça Marcelo Celestino, que oficia no sistema prisional, foi comunicado das ameaças. “Queremos que a Secretaria de Segurança Pública tome medidas mais firmes para garantir a segurança do advogado e promover o triunfo da Justiça”, resumiu Alex Neder.

Emerson Vita é advogado da área criminal há cerca de 15 anos. Veio de São Paulo para exercer a advocacia em Goiânia e tem como clientes majoritariamente indivíduos presos por tráfico de entorpecentes. Ele advogou para Marcelo Zói Verde, que foi considerado um dos maiores traficantes de cocaína do Centro-Oeste. Foi preso em Goiás, conseguiu sair e se escondeu na Bolívia. Após ter sua sentença anulada pelo Supremo Tribunal Federal, foi metralhado em Santa Cruz de La Sierra. Muitos que conhecem o meio garantem que ele simulou sua morte para ser deixado em paz pelos policiais.
Fonte: http://www.dm.com.br/cotidiano/2017/07/presidiarios-ordenam-morte-de-advogado.html

Veja também

Polícia Civil apreende uma tonelada de doces fabricados em indústria clandestina de Anápolis

Foi encontrado inclusive vazamento de esgoto próximo à área de produção de alimentos. Os produtos …