sexta-feira , julho 19 2019
Página Inicial / Goiás / Ex-prefeito é condenado por nomear tia para cargo de secretária

Ex-prefeito é condenado por nomear tia para cargo de secretária

juiz-pessoa
Juiz da vara criminal da comarca de Corumbá, Levine Raja Gabagila Artiaga. Foto: TJGO

 

O ex-prefeito de Corumbá de Goiás, Emílio de Paiva Jacinto, foi condenado a seis anos de reclusão em regime semiaberto por ter nomeado sua tia, Noêmia Maria Jacinto, para exercer o cargo de secretária de Educação e Cultura do município, durante seu mandato. Ela já era servidora pública da Secretaria de Educação do Distrito Federal e, mesmo assim, recebia o salário dos dois governos, tanto do Distrito Federal quanto de Corumbá.

Noêmia foi condenada à mesma pena. O ex-prefeito teve seus direitos políticos suspensos até o final da pena. A decisão é do juiz da vara criminal da comarca de Corumbá, Levine Raja Gabagila Artiaga (foto à direita). O magistrado concedeu aos réus o direito de recorrer em liberdade. O processo foi movido em ação penal pública proposta pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO).

Levine se baseou no artigo 1º, inciso 2 do Decreto Lei nº 201 de 1967 que dispõe que “são crimes de responsabilidade dos prefeitos municipais do Poder Judiciário, independentemente do procedimento da Câmara dos Vereadores, utilizar-se, indevidamente, em proveito próprio ou alheio, de bens, rendas ou serviços públicos”. (201502026648) (Texto: João Messias – Estagiário do Centro de Comunicação Social do TJGO)

Veja também

SÓ ALEGRIA NO ACAMPAMENTO DA ASSOCIAÇÃO DOS CAVALEIROS NA ROMARIA DE GUARINOS

Nesse ano uma inovação, apresentação da Folia de Nossa Senhora da Penha Após as orações …