quarta-feira , outubro 17 2018
Página Inicial / Goiás / Famílias camponesas do Norte Goiano recebem benefícios do Cheque Mais Moradia

Famílias camponesas do Norte Goiano recebem benefícios do Cheque Mais Moradia

 

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), entrega nesta quinta-feira, dia 25, às 14h30, a 97 famílias camponesas moradias construídas e reformadas com recursos do programa Cheque Mais Moradia. Com a presença do presidente Luiz Stival, que representa o governador Marconi Perillo, a solenidade de entrega de 65 casas e 32 reformas acontecerá na Fazenda Bucania, em Santa Terezinha de Goiás. Foram investidos pelo Governo de Goiás cerca de R$ 750 mil nessas construções e reformas.

Em Santa Terezinha são 21 construções e 18 reformas, com R$ 264 mil de investimento. Já em Guarinos são 40 construções e 11 reformas, com recursos estaduais da ordem de R$ 433 mil. Campos Verdes está sendo beneficiado com 4 construções e três reformas, no valor de R$ 49 mil.

A parceria da Agehab com o Movimento Camponês Popular vem sendo executada desde 2011. A soma de recursos do Governo de Goiás, por meio do Cheque Mais Moradia, e do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), executado pela Caixa Econômica Federal, coloca o programa de moradia rural do Estado como o melhor do Brasil. Ele já foi reconhecido pela ONU-Habitat e também recebeu o Prêmio Caixa de Melhores Práticas de Gestão.

Ao longo dos últimos sete anos foram viabilizados pelo Governo de Goiás nessas parcerias investimentos da ordem de R$ 40 milhões no programa
Atualmente, há recursos do Cheque Mais Moradia empregados ou garantidos para construção e reforma de moradias na zona rural de mais de 60 municípios do Estado, na maior parte dos casos em parceria com recursos federais, do Programa Nacional de Habitação Rural. São mais de 3,7 mil unidades habitacionais entregues e em construção. Além do Movimento Camponês Popular, o Estado também tem convênio com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

As construções rurais são diferenciadas, em respeito às tradições do campo, com casas de 80 metros quadrados e avarandadas. Os valores do Cheque Mais Moradia podem chegar a R$ 20 mil por unidade para construção e até R$ 3,6 mil para reforma. Desde 2011, já foram beneficiadas cerca de duas mil famílias no Estado nas regiões Norte, Nordeste, Sudeste, Sul e Noroeste. Um novo convênio foi celebrado no ano passado pelo Governo de Goiás com a Caixa Econômica Federal/PNHR para expansão do programa, abrindo possibilidades de parcerias com todos os segmentos representativos do setor rural (prefeituras, sindicatos e movimentos sociais).

Convênio em andamento da Agehab com o MCP é para construção e reforma de 2.000 moradias, totalizando investimento de R$ 19 milhões do governo estadual. Ao todo, entre recursos federais e estaduais, Goiás tem garantidos mais de R$ 40 milhões. O presidente da Agehab ressalta que o programa é fruto da sensibilidade e determinação do Governo do Estado de atender os 246 municípios, não só nas cidades, mas também no campo.

moradia rural (2)Segundo Luiz Stival, o Governo de Goiás reconhece a importância do pequeno produtor rural. “O Programa de Moradia Camponesa foi pensado para valorização de nossas raízes, devolvendo ao pequeno produtor o orgulho de viver e trabalhar no campo”, ressalta.

De acordo com a coordenadora estadual do MCP, Jéssica da Silva Brito, o reconhecimento nacional do programa deve-se sobretudo à parceria com o Governo do Estado. “Não existe outro programa de habitação de interesse social com casas de 80 metros quadrados. Nem no campo nem na cidade. É o complemento do Cheque Mais Moradia que possibilidade essa melhoria da qualidade e do tamanho”, afirma a coordenadora. Segundo Jéssica, a maior demanda que os camponeses têm hoje é pela moradia.

Centro de Educação Infantil da OVG

A Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e Agehab também entregam um Centro de Educação Infantil (CEI) em Santa Terezinha de Goiás, do projeto Criança Cidadã, parceria com a Prefeitura. A solenidade acontecerá às 16 horas, no setor Caiçara, com a presença do presidente da Agehab, Luiz Stival, e representante da OVG.

O Centro de Educação Infantil de Santa Terezinha leva o nome Tia Célia, em homenagem a uma escritora e pioneira do município. O CEI recebeu R$ 230 mil de investimentos do Estado, sendo R$ 100 mil da OVG e R$ 130 mil da Agehab em Cheque Mais Moradia/Comunitário. A Prefeitura doou o terreno e investiu R$ 143 mil.

O CEI, com 420 metros quadrados de área construída, obedece ao projeto padrão da OVG, com cinco salas, recepção, mini auditório, refeitório, coordenação, banheiros e área coberta. No local serão atendidas 120 crianças de zero a cinco anos, em tempo integral. Segundo o prefeito Marcos Cabral, a inauguração do CEI “Tia Célia” é uma resposta aos anseios da comunidade e irá funcionar em um dos bairros mais carentes da cidade. Comunicação Agehab

Veja também

No Estado de Goiás os candidatos disputam 4 milhões de votos

Rafael Oliveira eVenceslau Pimentel* Dada a largada para as eleições 2018 em Goiás Neste domingo, …