quarta-feira , dezembro 19 2018
Página Inicial / Polícia / Homem é preso acusado de enganar mulheres que conhecia em sites de namoro

Homem é preso acusado de enganar mulheres que conhecia em sites de namoro


Homem conhecia mulheres em sites de namoro | Foto: Divulgação/PCGO

“Um homem carinhoso, atencioso, preocupado com a gente, mas que de repente se transformou, e só ligava pedindo dinheiro, e afirmando que estava sendo ameaçado de morte em decorrência de dívidas”. Este é apenas parte do relato emocionado feito por uma das mulheres que procuraram a polícia para denunciar Jales Pereira de Aguiar, de 50 anos, que se apresentava como empresário e agente de viagens, foi preso por agentes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) suspeito de estelionato. Ele nega as acusações.

De acordo com o delegado Valdemir Pereira, titular da Deic, pelo menos sete mulheres de Goiás, Minas Gerais, do Distrito Federal e do Paraná teriam sido ludibriadas por Jales. “Ele conhecia as vítimas em sites de namoro, inicialmente dizia que havia se separado recentemente, as tratava bem, mas depois começava a pedir altas quantias e, em algumas ocasiões, chegou até mesmo a extorquir as mulheres”.

Uma das vítimas, uma médica de 57 anos que pediu para não ser identificada, contou que se relacionou com Jales durante um ano e meio, e que os dois primeiros meses de namoro foram ótimos, mas que logo ele se transformou. “Ele ficava pouco por aqui, afirmava que tinha negócios no Pará e então ligava, hora falando que estava sem dinheiro para comer, outra hora que era perseguido por agiotas que matariam não só ele, como eu, minha filha, e meus netos”, relatou a médica, que diz ter repassado, no período em que se relacionou com Jales, R$ 360 mil a ele.

Para a imprensa, Jales afirmou estar sendo vítima de uma armação, mas que realmente deve um valor à médica com quem namorou, e que foi quem o denunciou, mas negou ter dado prejuízo a outras namoradas. “Quando as outras mulheres vierem aqui na delegacia tudo será esclarecido, eu não enganei ninguém”, disse.


Foto: Divulgação/PCGO

A versão do suspeito foi contestada pelo titular da Deic, que diz ter áudios onde ele aparece ameaçando mulheres caso não recebesse as quantias solicitadas. “Ele ameaçava não somente as mulheres com quem se relacionava, mas também os familiares delas. E nós temos a suspeita que a atual companheira dele também participava do golpe, já que ela teria ligado pelo menos para duas dessas mulheres zombando, e falando que estava passeando no carro e com o dinheiro delas”, concluiu Waldemir Pereira.

Uma das vítimas do falso empresário chegou a comprar um vestido de noiva no valor de R$ 17 mil para se casar com ele e também afirmou ter repassado R$ 7 mil a Jales para a compra de passagens para Paris, onde o casal, supostamente, passaria a lula de mel. O fato de o suspeito mudar os números dos telefones após receber o dinheiro da suposta passagem, segundo o titular da Deic, foi o que fez com que a mulher o denunciasse.

Fonte:Mais Goiás

Veja também

Pastor é preso suspeito de dopar e furtar idosos em Anápolis

Gênesis de Oliveira foi preso com documentos de 12 pessoas e máquina de passar cartão, …