segunda-feira , maio 20 2019
Página Inicial / Goiás / Jovem que teria problemas mentais é acorrentado a árvore pelo pé

Jovem que teria problemas mentais é acorrentado a árvore pelo pé

Polícia Militar esteve no local, libertou o rapaz, que foi encaminhado para uma unidade de tratamento psiquiátrico

Familiares acorrentam jovem com problemas mentais em quintal de casa em Terezópolis de Goiás. Foto Reprodução: TV ANHANGUERA

 

Um jovem, que não teve a identidade divulgada, foi encontrado por vizinhos acorrentado a uma árvore no quintal da casa da família em Terezópolis de Goiás, no centro do estado. A Polícia Militar informou que ele sofre de problemas mentais e o resgatou do local na quinta-feira (21). O rapaz deve ser encaminhado para uma unidade psiquiátrica de Goiânia. O G1 tenta contato com o delegado está responsável pelas investigações para comentar o caso.

Segundo apurou a TV Anhanguera, o jovem estava há cerca de cinco dias acorrentado a uma árvore no quintal da casa da família com um galão de água, marcas de ferimentos nas costas e comendo o que era doado por vizinhos.

O sargento da Polícia Militar, Aurélio Chaveiro Rodrigues informou que o jovem precisa de auxílio e que foi acionada uma equipe da Saúde para resgatá-lo. “Ele tem problemas mentais, toma remédio controlado, mas tem quatro meses que não toma; Quando toma, ingere junto com bebidas alcoólicas e fica extremamente problemático. É uma pessoa que precisa de ajuda, precisa de um tratamento”, disse.

Jovem que teria problemas mentais é encontrado acorrentado a uma árvore no quintal de casa (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

 

Uma sobrinha do jovem, que não quis ter a identidade revelada, afirmou que a família não sabe como ajuda-lo. “Ele já foi internado não sei quantas vezes. A gente não sabe o que faz com ele”, contou. A enfermeira Marina Menegon foi chamada ao local para resgatar o rapaz. Segundo ela, ele vai ser transferido para Goiânia para começar um tratamento.

“Já saiu um encaminhamento para ele lá para o Pronto Socorro Psiquiátrico de Goiânia, acionamos o serviço de assistência social que disponibilizou uma psicóloga que vai acompanhar o paciente”, afirmou. O G1 entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde de Terezópolis e aguarda posicionamento oficial.

Fonte: Por Vanessa Martins  –  G1 GO

Veja também

Oficialmente instalado o Núcleo Paralímpico da Cidade de Itapaci

A cidade de Itapaci foi agraciada com o primeiro Núcleo Paralímpico no Estado de Goiás …