terça-feira , julho 7 2020
Página Inicial / Noticias / Maconha comestível é tendência gastronômica para 2019, aponta estudo

Maconha comestível é tendência gastronômica para 2019, aponta estudo

Do space cake à cerveja com THC, a cannabis vai entrar com tudo nos mercados gastronômicos onde o consumo da planta é legalizado

Uma forte tendência gastronômica para 2019 são os comestíveis preparados com maconha.

Uma forte tendência gastronômica para 2019 são os comestíveis preparados com maconha. De acordo com estudo publicado pela empresa de consultoria Baum+Whiteman, os mercados em locais onde a planta é legalizada devem explorar as possibilidades deste formato de consumo recreativo e terapêutico.

A publicação cita algumas movimentações recentes em grandes empresas, como é o caso da Constellation Brands, produtora de cervejas como a Corona, que investiu US$ 4 bilhões em uma empresa canadense de maconha. Outro exemplo é o da Lagunitas, subsidiária californiana da Heineken. Eles lançaram a Hi-Fi Hops, uma água gaseificada com sabor de cerveja, sem álcool e com uma pequena dose de THC.

Segundo a pesquisa, os primeiros consumidores dos comestíveis serão “os millenials, claro”. Na lista, também constam veganos e vegetarianos, assim como acionistas de Wall Street e “a turma da meditação”. O restante da população, eles dizem, seguirá o exemplo.

Maconha comestível é tendência gastronômica para 2010

Em Vermont, o Green Golddess Café em seu menu uma latte gelado, infusionado com canabidiol; Instagram/ReproduçãoMaconha comestível é tendência gastronômica para 2010
A cadeia Vegana By Choloe’s, em New York, de brownies e
de um bolo de sorvete com canabidiol – Instagram/Reprodução
A franquia Juice Crafters tem, em suas unidades de Los
Angeles, chás e sucos com canabidiol.  Instagram/Reprodução
Em Portalnd, o café vegetariano dá a opção do consumidor colocar 33
miligramas de canabidiol em seu smoothie po US$ 3.  Instagram/Reprodução
O Restaurante Panacea, em Henderson, oferece xarope com
canabidiol para servir com suas panquecas. Instagram/Reprodução

O canabidiol, composto que relaxa e pode aliviar dores (mas não deixa ninguém alto), também está na mira de chefs e bartenders. O estudo cita restaurantes e cafés em estados americanos onde o consumo da planta é legalizado, como Califórnia, Nevada, Nova York e Vermont.

Nesses estabelecimentos, já é possível encontrar panquecas com xarope de infusão de canabidiol e até mesmo bolos que levam o composto na cobertura. No Brasil, o produto ainda aguarda autorização da Anvisa para uso terapêutico.

Clara Campoli – Metropoles – Fonte: https://www.metropoles.com/gastronomia/comer/maconha-comestivel-e-tendencia-gastronomica-para-2019-aponta-estudo

Veja também

Saiba como contestar resultado do cadastro do auxílio emergencial do Governo

Descubra o que fazer quando o cadastro é considerado inconclusivo Descubra o que fazer quando …