sexta-feira , julho 19 2019
Página Inicial / Itapaci / MP de Ceres recomenda suspensão de aumento de salários do Legislativo

MP de Ceres recomenda suspensão de aumento de salários do Legislativo

promotor-de-ceres
FOTO: Promotor de justiça de Ceres, Marcos Alberto Rios. FOTO: Jornal do Médio Norte

 

Um Projeto de Lei em tramitação na Câmara Municipal de Ceres, de autoria da Mesa Diretora daquela Casa, está propondo aumento de salários dos vereadores, prefeito e secretários do município. Desde que chegou à Casa, o PL já sofreu várias emendas, até que a Promotoria Pública da comarca resolveu recomendar a suspensão da tramitação do referido PL 012/2016, bem como as emendas eventualmente a ele apresentadas, fazendo-o retornar à Comissão de Constituição e Justiça para que proceda a análise mais profunda de sua regularidade e constitucionalidade, abrindo-se, consequentemente, a possibilidade de maiores discussões, perante a sociedade ceresina, prevenindo-se assim a judialização do assunto e imputações de nulidade e inconstitucionalidade, por parte do Ministério Público.

Foi ainda fixado o prazo de cinco dias úteis, contados da data do recebimento da presente recomendação, para que a Promotoria de Justiça seja informada sobre as providências adotadas para cumprimento da referida recomendação. O documento deixou claro que o não cumprimento da solicitação renderá ensejo ao imediato aparelhamento dos instrumentos processuais tendentes à Declaração de Nulidade e Inconstitucionalidade da Lei Municipal oriunda do referido projeto.

O projeto sugeria aumento de salários para os vereadores, que passariam dos atuais R$ 4.404, 11, para R$ 5.852, 18, os mesmos valores para os secretários municipais. O do vice-prefeito, de R$ 7.736,95, saltaria para R$ 10.280, 85 e, finalmente, o do prefeito, de R$ 15.473,90, iria para R$ 20.561,71.

CÂMARA DE VEREADORES DE ITAPACI

Tramita também na Câmara Municipal de Itapaci, um Projeto de Lei, da Mesa Diretora da Casa, formada pelo presidente Ezilton Pereira de Melo e pelos vereadores José Carlos dos Santos e Maria Nunes, que também propõe aumento para os vereadores, vice-prefeito, prefeito e secretários. Só que aqui, os vereadores estão ainda mais famintos. Eles que já recebem muito mais que os vereadores de Ceres, querem aumentar os seus altos salários de R$ 6.019,00 para R$ 7.500,00, além de instituírem também o 13º salário. O prefeito passaria dos atuais R$ 16.000,00 para 17.000,00 e os secretários municipais, de R$ 5.000,00 para R$ 6.000,00.

Acontece, que esses aumentos, além de serem inconstitucionais não recebem a aprovação da população, que promete entrar em campo, não só para barrar essa afronta, como também para baixar esses altos salários que esses vereadores recebem para não fazerem absolutamente nada.

A limitação circunstancial explícita contida na LC. 101/2016, veda aumento de despesa com pessoal nos 180 (cento e oitenta) dias anteriores ao final do mandato do titular do respectivo Poder ou órgão; Além disso, a Administração Pública deve reger-se pelos princípios da moralidade, da legalidade, da eficiência e da razoabilidade. entre outros.

Veja também

SÓ ALEGRIA NO ACAMPAMENTO DA ASSOCIAÇÃO DOS CAVALEIROS NA ROMARIA DE GUARINOS

Nesse ano uma inovação, apresentação da Folia de Nossa Senhora da Penha Após as orações …