sexta-feira , junho 22 2018
Página Inicial / Polícia / MPGO desarticula esquema de desvio de verbas de prefeitura em Goiás

MPGO desarticula esquema de desvio de verbas de prefeitura em Goiás


Secretários e servidores foram presos e vice-prefeito também é investigado. Foto:Divulgação/MP-GO

 

 Por Yana Maia em 04/09/2017 às 14h55

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) em parceria com a Polícia Militar (PM) deflagrou na manhã desta segunda-feira, 4, a Operação Catturandi que investiga a ação de um grupo suspeito de desviar combustíveis e fraudar licitações na Prefeitura de Iaciara, no nordeste goiano. Ao todo, foram cumpridos 12 mandados judiciais, sendo três de prisão temporária e nove de busca e apreensão. A ação prendeu o secretário de Administração, João Carlos Rulka, o presidente da comissão de licitações, Darlos de Souza e o contador municipal, Elder Novais Sampaio.

Além disso, a Justiça determinou o afastamento de servidores públicos, como o vice-prefeito, Marcos Pereira de Macedo, as secretárias de administração da Saúde, Iévora Aparecida Pereira Lima, da Educação, Cléria Neri dos Santos, e de Assistência Social, Zélia Pereira dos Santos, além do procurador do município, Beno Dias Batista, a gestora municipal de contratos, Maria de Fátima Pereira da Silva Bragança e o diretor da Garagem Municipal, Claudionor Rodrigues da Silva. Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas casas dos presos, na sede da prefeitura e nas secretarias de Saúde, Educação e Administração. Até o momento, a Prefeitura de Iaciara e as defesas dos presos durante a operação não se pronunciaram sobre o caso.

Catturandi

A investigação conduzida pela Promotoria de Justiça de Iaciara junto ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Entorno do Distrito Federal começou há cerca de três meses, quando foi identificada a existência de uma quadrilha instalada na administração municipal, que atuava nos crimes de peculato, ou desvio de verbas públicas, fraudes em licitações, falsidade ideológica e corrupção ativa e passiva.

No decorrer da apuração, foi constatado o desvio de combustível, de diárias e fraudes em processos licitatórios. De acordo com o MP-GO, as investigações apontaram que os envolvidos abasteciam carros particulares, bem como de parentes e terceiros, realizando os lançamentos financeiros utilizando placas de veículos da prefeitura em postos de combustíveis da região e de municípios vizinhos.

Foi apurado que o volume de abastecimentos era tão alto que a gestão municipal chegou a ficar inadimplente junto aos postos de combustíveis de Iaciara, Formosa e Alvorada do Norte. A estimativa é de que o grupo tenha desviado cerca de R$ 100 mil somente com o esquema dos combustíveis.

Em relação às licitações, os investigadores apuraram fraudes em duas. Uma delas refere-se à aquisição de um veículo para o município e no outro caso, o MP-GO informou que os envolvidos forjaram um pregão para justificar a contratação irregular de 15 funcionários, que já estavam na prefeitura e criaram CNPJ para concorrer no pregão e vencer a licitação.

De acordo com o órgão, as investigações seguem para identificar o envolvimento de outras pessoas no esquema. O grupo deve ser indiciado por fraudes em licitação, desvio de dinheiro público, falsidade ideologia, corrupção ativa e passiva. O nome dado à operação refere-se ao grupo especial surgido na Itália, criado para realizar a captura de integrantes da máfia.Com informações do MP-GO.
Fonte: http://www.dm.com.br/cotidiano/2017/09/mpgo-desarticula-esquema-de-desvio-de-verbas-da-prefeitura-de-iaciara.html

Veja também

Vídeo flagra tortura de agentes penitenciários em presos de Goiás

  O Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO) abriu inquérito civil público para investigar …