terça-feira , junho 2 2020
Página Inicial / Noticias / Pandemia – Quem deve fazer o exame de Coronavírus?

Pandemia – Quem deve fazer o exame de Coronavírus?


A busca por teste contra o coronavírus
cresceu muito. (Ilustração: Rodrigo Damati/SAÚDE é Vital)

Uma das grandes preocupações em tempos de pandemia de coronavírus é justamente se estamos de fato com o vírus no organismo. Basta uma tosse repentina ou um espirro para o coração disparar e querermos sair direto para o hospital fazer o teste. Embora isso possa trazer paz e tranquilidade para o nosso espírito, a recomendação do Ministério da Saúde é que apenas os casos de internação ou graves sejam testados. Na rede privada, a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) diz que os planos de saúde devem cobrir o exame quando houver orientação médica. Na prática, apenas os casos em que os sintomas forem intensos devem ser testados, já que, com o aumento de casos, muitos diagnósticos serão feitos apenas com exame clínico. “Isso significa que apenas os pacientes com sintomas como falta de ar e febre alta, serão encaminhados para a testagem”, explica Elie Fiss, pneumologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo, e professor titular de pneumologia da Faculdade de Medicina do ABC. Segundo ele, isso acontece porque há um limite na quantidade de material disponível para a realização do teste.

Atualmente, a recomendação do Ministério da Saúde é a de fazer testes apenas em casos graves de pessoas com suspeita de coronavírus e profissionais de saúde e segurança com sintomas respiratórios. Infelizmente, até o momento o Brasil não dispõe de kits de testes suficientes para uma política abrangente de examinação (outros países enfrentam situação semelhante). Fora que pacientes com diagnóstico do novo coronavírus e com sintomas leves devem ficar em casa isolados, eventualmente tomando remédios para aplacar sintomas.

Ou seja, do ponto de vista individual, pouco mudaria saber com certeza qual o agente infeccioso por trás daquela tosse chata, por exemplo. Outro argumento é o de que a ida a um laboratório ou hospital para fazer o exame pode terminar em contaminação.

Enfim, considerando nossas condições, a recomendação oficial é a de procurar atendimento médico e realizar o exame se estiver com os sintomas agravados e sentir desconforto respiratório.

VEJA O DEPOIMENTO DA MÃE DE UM MÉDICO:

“Estamos vivendo uma época que nunca aconteceu na história moderna recente. Tudo isso vem trazendo sentimento e ações contraditórias no ser humado que são prejudiciais à sociedade. Eu sou mãe, tenho um filho médico trabalhando na linha de frente do combate ao corona, entubando paciente e se expondo ao maior risco da doença. Toda noite durmo pedindo para que Deus o proteja e dê força para ele cuidar de cada um que precisa. Ele teve sintomas do corona, provavelmente teve, permaneceu isolado conforme as recomendações do Ministério da Saúde, e olha só, também não fez o teste. Pois os testes são reservados para pessoas críticas e que estão em estado de extrema necessidade. Ele trabalha em hospitais que lidam pesado com essa doença, HCOR, HGG, e todo dia meu coração fica apertado por ele. Então por favor seja mais consciente se o seu parente/marido realmente precisar todos esses nossos médicos que são no fim do dia: filhos…..esposos….pais…..irão cuidar deles perfeitamente como estão fazendo. Vamos agir com menos egoísmo e mais fraternidade.

Veja também

Eduardo Bolsonaro defende reação enérgica aos ministros do STF Moraes e Celso

Em live com alvos de ação do STF, Eduardo Bolsonaro defende reação enérgica a Moraes …