segunda-feira , outubro 22 2018
Página Inicial / Pilar de Goiás / Pilar de Goiás é inserido no Mapa do Turismo de Goiás

Pilar de Goiás é inserido no Mapa do Turismo de Goiás

Os prefeitos, Sávio Soares de Pilar de Goiás (FOTO ACIMA) e Haroldo Naves, de Campos Verdes, receberam grande notícia: cresceu de 49 para 83 o número de municípios que estão inseridos no Mapa do Turismo Brasileiro. Suas cidades agora fazem parte da região do ouro e cristais e de agora em diante, terão que adotar o turismo como um dos principais fatores para desenvolver a economia local, o que otimiza o repasse de recursos federais e investimentos em projetos.

Os municípios agora estão inseridos entre os 83 municípios do Estado de Goiás, distribuídos em dez regiões listadas no levantamento do Ministério do Turismo, divulgado recentemente. O aumento no número de municípios reforça desejo dos gestores em trabalhar com o turismo para desenvolver a economia, gerando emprego e renda.

Segundo o prefeito Sávio Soares, essa inserção de Pilar de Goiás no mapa turístico vai possibilitar mais desenvolvimento ao seu município, mais acesso aos recursos do Ministério do Turismo. “Nós pretendemos avançar ainda mais, para que possamos chegar a uma categoria melhor do que temos hoje”, afirmou o prefeito.

Somente aqueles municípios que estão inscritos dentro do mapa do turismo junto ao Ministério têm direito a receber qualquer verba federal, ou seja, os municípios que não estiverem inscritos não podem receber sequer um real do Ministério do Turismo.

Já o prefeito Haroldo Naves, de Campos Verdes, disse que o mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos. Por isso, é importante que  esteja sempre atualizado, garantindo com que os municípios que queiram trabalhar o turismo como uma atividade econômica, tenham prioridade dentro das políticas e ações do MTur.

CATEGORIZAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DE GOIÁS

De acordo com o novo mapa, 33 municípios estão nas categorias A, B e C, que são aqueles que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais e apresentam a melhor infraestrutura para receber os visitantes. Como exemplo, temos destinos como Goiânia, Trindade, Caldas Novas, Rio Quente, Alto Paraíso de Goiás, Aruanã, Abadiânia, Formosa, Goiás e Pirenópolis. Os outros 50 municípios figuram nas categorias D e E. Esses destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, no entanto alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.

Veja também

Grande público lota praça nos dois dias de shows em Pilar Cruz

  O Show com Carlito, Baduy & Taquinho foi o destaque da primeira noite de …