terça-feira , outubro 23 2018
Página Inicial / Pilar de Goiás / Pilar de Goiás figura em 3º lugar em melhor gestão fiscal de Goiás

Pilar de Goiás figura em 3º lugar em melhor gestão fiscal de Goiás

A edição 2017 do Índice FIRJAN de Gestão Fiscal (IFGF), ano-base 2016, foi divulgada esta semana e a cidade de Pilar de Goiás, em 3º lugar se destacou no cenário nacional.

 

A prefeitura de Pilar de Goiás, foi a única do Vale do São Patrício a alcançar a excelência na gestão de suas contas públicas em 2016. No ranking nacional, a gestão ficou em 56º lugar na qualidade de sua situação fiscal entre 5.570 municípios, e 3º colocada no Estado de Goiás entre os 246 municípios goianos. É o que aponta o Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF) divulgado nesta última sexta-feira (18) pelo Jornal Diário da Manhã.

O indicador é uma ferramenta de controle social que tem como objetivo apresentar dados e levantar um debate sobre a forma como os tributos pagos pela sociedade são administrados pelas prefeituras. Nesse contexto, Pilar de Goiás realizou um importante feito, pois ficou dentro do restrito grupo de municípios que não se enquadraram em situação crítica, além de não ter sido inserida na lista de cidades com irregularidades fiscais. A pontuação de Pilar de Goiás ficou acima da média estadual e nacional (0,4655).

O resultado foi comemorado pelo prefeito Sávio Soares: “Recebemos em 2013 uma prefeitura falida, com esse contexto de profunda recessão econômica vivido pelo município, mudamos de forma estrutural nossas diretrizes e responsabilidade da gestão fiscal. O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) sempre aprovou as nossas contas públicas e, agora, o Índice Firjan atesta que a nossa Administração trabalha com seriedade e responsabilidade. É preciso que, antes de agir, haja o entendimento de quais são as prioridades do município. Investir é necessário, mas se a cidade estiver falida, não tem como pensar em progresso”, destaca o chefe do Executivo.

A receita desse bom desempenho, segundo o prefeito de Pilar de Goiás, Sávio Soares, é nunca deixar de compatibilizar receita e despesa. “Quando a receita é menor que a despesa, você entra em parafuso. Então o segredo é acompanhar tudo de perto para não ter surpresas e conseguir atender todas as necessidades da população”, disse.

“Essa receita deve ser seguida à risca porque os municípios dependem, em maior grau, da sua própria saúde financeira. Segundo dados do Governo Federal, os orçamentos das prefeituras municipais brasileiras, somados, representam de 24 a 25% da massa de arrecadação nacional. São valores que fazem a diferença e, se bem geridos, significam ampliação e qualificação dos serviços públicos”, assevera.

O índice – Lançado em 2012, o IFGF é construído a partir dos resultados fiscais das próprias prefeituras, por meio de informações de declaração obrigatória e disponibilizadas anualmente pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Com base nesses dados oficiais, o Índice Firjan de Gestão Fiscal 2017 – ano de referência 2016 – avaliou a situação fiscal de 4.544 municípios, onde vivem 177,8 milhões de pessoas – 87,5% da população brasileira.

Quesitos analisados – O IFGF é composto por cinco indicadores: Receita Própria, Gastos com Pessoal, Investimentos, Liquidez e Custo da Dívida. A leitura dos resultados é bastante simples: a pontuação varia entre 0 e 1, sendo que, quanto mais próxima de 1, melhor a situação fiscal do município no ano em observação.

A distribuição dos resultados mostra que o número de prefeituras em situação fiscal difícil ou crítica (conceitos C e D) atingiu 80,8% do total do estado. Em 2015, 121 prefeituras (59,6%) estavam em situação difícil (conceito C) e 43 (21,2%) em situação crítica (conceito D). Por outro lado, apenas três cidades goianas (1,5%) apresentaram gestão de excelência (conceito A) e 36 (17,7%) foram avaliadas com conceito B, indicativo de uma boa gestão.

Veja os gráficos apresentados pela FIRJAM:

POSIÇÃO DO MUNICÍPIO NO RANKING DO IFGF

POSIÇÃO DO MUNICÍPIO NO RANKING DO IFGF RECEITA PRÓPRIA

POSIÇÃO DO MUNICÍPIO NO RANKING DO IFGF GASTOS COM PESSOAL

 

POSIÇÃO DO MUNICÍPIO NO RANKING DO IFGF INVESTIMENTOS

POSIÇÃO DO MUNICÍPIO NO RANKING DO IFGF LIQUIDEZ

POSIÇÃO DO MUNICÍPIO NO RANKING DO IFGF CUSTO DA DÍVIDA

 

 

Veja também

Grande público lota praça nos dois dias de shows em Pilar Cruz

  O Show com Carlito, Baduy & Taquinho foi o destaque da primeira noite de …