Página Inicial / Goiás / Prefeito de Goianésia pode ser afastado por suposta compra de votos

Prefeito de Goianésia pode ser afastado por suposta compra de votos

goianesia

O vice-prefeito de Goianésia, Carlos Veículos, promete retirar todo o combustível da gestão do prefeito Renato de Castro, do PMDB. Ao montar o secretariado, Castro teria agido como “ditador”, na acepção dos adeptos do vice prefeito. Os aliados deste foram excluídos dos principais cargos na prefeitura.

Irritado com o suposto boicote, Carlos deu uma arrancada e denunciou que, na campanha, Castro teria comandado uma operação de “compra de votos”. A denúncia passou para as mãos da Justiça Eleitoral, que tende a pedir o afastamento de Renato Castro — por uso de caixa 2 —, que fez uma campanha tida como cara para os padrões da oposição à família dos ex-prefeitos e irmãos Jalles Fontoura e Otávio Lage Filho.

Nas ruas, em tom jocoso, populares dizem que Carlos deixou de ser Veículos se tornou Carlos Unabomber. Comenta-se que tem munição para destruir a carreira política de Castro. FONTE: Jornal Opção)

Veja também

Policial militar é suspeito de matar mototaxista na cidade de Rialma

Um policial militar é o principal suspeito de ter assasinado a tiros um mototaxista na …