Página Inicial / Noticias / Proprietário e gerente de posto são presos por roubo de combustíveis

Proprietário e gerente de posto são presos por roubo de combustíveis

posto-preso
Gustavo e o gerente dele, Nylander de Souza Gonçalves, de 31 anos, encomendaram junto a dois assaltantes já identificados o roubo de uma carga de combustíveis. FOTO: PC

 

O dono de um posto de combustíveis de Goiânia e o gerente do estabelecimento foram presos preventivamente nesta terça-feira (3) suspeitos de encomendar o roubo de uma carga de combustíveis. Tomada em assalto em 30 de novembro passado na cidade de Cromínia, a carreta com 55 mil litros foi apreendida no dia seguinte no momento em que descarregava no posto de propriedade de Gustavo Machado Borges, de 36 anos.

De acordo com o delegado Alexandre Bruno, titular da Delegacia Estadual de Combate a Roubos e Desvios de Cargas (Decar), Gustavo e o gerente dele, Nylander de Souza Gonçalves, de 31 anos, encomendaram junto a dois assaltantes já identificados o roubo de uma carga de combustíveis. No dia seguinte ao assalto, o caminhão foi flagrado por fiscais da Receita Estadual e policiais militares descarregando no Ecoposto, que fica na Avenida Consolação, e que tem Gustavo como proprietário.

Naquela ocasião, o dono e o gerente conseguiram fugir. Nesta segunda (2), porém, o Poder Judiciário, atendendo a uma solicitação do titular da Decar, decretou a prisão preventiva de Gustavo e Nylander.

“O dono e o gerente do posto na verdade são os principais responsáveis pelo roubo, já que foram eles quem encomendaram a carga. Já identificamos os dois assaltantes que tomaram a carreta e vamos solicitar a decretação da prisão deles também, mas é importante ressaltar a importância de colocarmos o Gustavo e o Nylander na prisão, uma vez que sem o receptador, o crime de roubo jamais teria ocorrido”, pontuou o titular da Decar.

Pela carga roubada, o dono e o gerente do Ecoposto, ainda segundo Alexandre Bruno, teriam pago R$ 200 mil. O combustível roubado já foi devolvido ao proprietário legal. Gustavo e Nylander foram indicados por roubo, receptação e associação criminosa. Fonte: Mais Goiás

Veja também

Morre quinto paciente após transferência do Hospital de Bonsucesso

Morreu mais um paciente transferido do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), após o incêndio que …