domingo , outubro 21 2018
Página Inicial / Goiás / Samu de Crixás acusada por omissão de socorro à bebê de 9 meses

Samu de Crixás acusada por omissão de socorro à bebê de 9 meses

Conforme matéria publicada em sua página no Instagram, o jornalista Oloares Ferreira, diz que a SAMU de Crixás, está sendo acusada por se negar a prestar socorro a um bebê de apenas 9 meses de idade que foi atingida por um foguete durante o rodeio da festa agropecuária, ocorrida a poucos dias naquela cidade. Publicou ainda o relato de um parente da criança:

“Venho através dessa postagem mostrar minha indignação a cerca do ocorrido com meu primo e prima, bem como, à sua bebê de apenas nove meses de idade. Pois bem… como todos sabem, tivemos a Expocrixás a poucos dias em Crixás, logo ela quis assistir o rodeio com sua bebê, uma vez que não temos nenhum tipo de atração na cidade e as família têm poucas oportunidades de ver algo melhor nessa época do ano. Porém, durante o rodeio, o pessoal responsável pelos fogos de artifício acabou estourando um foguete em direção às pessoas que estavam sentadas nas arquibancadas e uma faísca caiu no colo dela, atingindo-a na perna direita e também na bebê que estava em seu colo. No ato desesperador ela e alguns familiares saíram correndo e foram pediu socorro a uma ambulância do SAMU que se encontrava estacionada no local e foram completamente ignorados sob a alegação de que estava ali para prestar atendimento ao pessoal do rodeio e não ao público. Então, correram e encontraram uma outra ambulância do SAMU estacionada na portaria e que, graças a Deus, nos prestou o socorro devido, se dirigindo ao hospital municipal e, no dia seguinte a criança foi encaminhada à Goiânia, onde até o momento da publicação, continuava internada”, finalizou.

 

 

Veja também

Brincadeiras e muita alegria no Dia das Crianças em Pilar de Goiás

Brindes para os classificados na gincana. Fotos e vídeo: JORNAL VALE NOTÍCIA Em uma manhã …