segunda-feira , junho 18 2018
Página Inicial / Polícia / Secretária é presa suspeita de fingir próprio sequestro para extorquir o marido

Secretária é presa suspeita de fingir próprio sequestro para extorquir o marido

Polícia informou que ela enviou fotos amordaçada para o esposo. Jovem viajou para São Paulo, onde estava hospedada em hotel

Jovem enviou fotos amordaçada para o marido, segundo a polícia (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

 

Uma secretária de 26 anos foi presa suspeita de fingir o próprio sequestro para extorquir dinheiro do marido. Ela, que mora em São Francisco de Goiás, na região central de Goiás, chegou a viajar para São Paulo para colocar o plano em prática, segundo a Polícia Civil. A jovem enviou fotos amordaçada para o esposo. À corporação, ela negou o crime. A reportagem não conseguiu localizar a defesa da mulher.

A polícia começou a investigar o caso na madrugada de sexta-feira (1º), quando o marido e o pai da mulher foram à delegacia denunciar o sequestro. “O suposto sequestrador estava usando o próprio celular da vítima para falar com o marido dela, o que nos chamou a atenção no início”, disse o delegado Glenio Ricardo Alves Costa, responsável pelo caso.

No celular do esposo da jovem, que é operador de máquina, tinham fotos enviadas pelo suposto sequestrador que mostram ela amordaçada com um lenço na boca. Com apoio do grupo de antissequestro da polícia, o delegado descobriu que ela estava em Santo André (SP), hospedada em um hotel. De acordo com Costa, ela comprou uma passagem aérea no dia 9 de maio e embarcou na quinta-feira (31).

Mulher presa suspeita de fingir sequestro foi filmada em aeroporto (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

 

Os investigadores também conseguiram imagens de câmeras de segurança que mostram ela chegando ao aeroporto. Com essas informações, a polícia pediu apoio para equipes em São Paulo para verificar a situação. “Quando chegaram ao local, ela estava no quarto sozinha com o seu celular”, disse o delegado.

A secretária foi presa por volta de 22h30 e levada para o 4º Distrito Policial de Santo André. A jovem vai ser investigada por extorsão. “Ela alegou para o delegado de São Paulo que tinha um homem com ela no hotel, embora esse homem não tenha sido encontrado”, completou. Costa informou que a mulher deve ser recambiada para Goiás, onde vai prestar depoimento à polícia e responder ao processo.

Fonte: Por Vitor Santana – G1 GO

Veja também

Grávida morta ao ser baleada onde morava; o marido é suspeito

Segundo PM, homem fugiu a pé após arrombar casa e cometer o crime. Filho de …