sexta-feira , julho 19 2019
Página Inicial / Goiás / Vereador tem diploma cassado após ser flagrado comprando votos

Vereador tem diploma cassado após ser flagrado comprando votos

eleicoes

O juiz Eduardo Tavares dos Reis, da 86ª Zona Eleitoral de Itaguaru, cassou o diploma do vereador Zudimar Borges Pereira, reeleito nas eleições municipais realizadas no dia 2 de outubro deste ano. A decisão acolheu os pedidos do Ministério Público que, em representação eleitoral, apontou a prática de captação ilícita de voto por parte do vereador, ou seja, compra de votos. A medida foi proposta pelo promotor Cláudio Prata Santos.

No dia da eleição, segundo consta, Zudimar Pereira foi preso em flagrante por policiais civis após ser visto, em praça pública, entregando dinheiro a eleitores. Na oportunidade, foram apreendidos com o vereador R$ 9.296,00 em espécie, santinhos e materiais de campanha, além de uma caderneta com nomes de eleitores e algumas anotações.

Após a apreensão, Zudimar Pereira justificou que o dinheiro que levava consigo era, na verdade, oriundo de pagamento de dívida. O juiz, porém, questionou o fato de o vereador ter imaginado ter entre R$ 3 mil e R$ 5 mil no momento da abordagem policial. Para Eduardo Reis, Zudimar Pereira pensou ter apenas essa quantia por ter distribuído dinheiro desde cedo. Caso realmente tivesse recebido uma dívida, de acordo com o magistrado, saberia o valor exato.

Em razão da captação ilícita de sufrágio, conforme previsto no artigo 41-A da Lei nº9.504/97, o vereador reeleito também teve a inelegibilidade declarada pelo juiz, pelo prazo de oito anos. Zudimar Pereira também foi condenado ao pagamento de multa no valor de 20 mil Ufirs, ou seja, R$ 21.282,00. (Texto: Ana Carolina Jobim/Estagiária da Assessoria de Comunicação Social do MP-GO – Supervisão de estágio: Ana Cristina Arruda)

Veja também

SÓ ALEGRIA NO ACAMPAMENTO DA ASSOCIAÇÃO DOS CAVALEIROS NA ROMARIA DE GUARINOS

Nesse ano uma inovação, apresentação da Folia de Nossa Senhora da Penha Após as orações …